Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2013

FELICIDADE, INTELIGÊNCIA E VÍCIO

Imagem
  FELICIDADE, INTELIGÊNCIA E VÍCIO           Inteligência :Um autor parapsicólogo disse que todas as pessoas têm o mesmo nível de inteligência (Dall'agnol). Eu também acredito que a inteligência seja algo bem mais complexo do que notas altas em escola ou diplomas acadêmicos. Já quando escrevi meu livro Reflexões Gerais, liguei a genialidade ao fato da pessoa ser exceção da exceção e conhecer sua verdadeira natureza, que não precisa ser um tipo intelectual, podendo ser um artista, jogador de futebol, dançarina etc. Isso não se refere a alto nível de QI, mas pode englobar o QE, o quociente emocional, bem como a felicidade da pessoa. Já um pensador, Michel de Montaigne, entendia que os intelectuais muitas vezes não passam de idiotas, e que na Universidade de Paris, e bem como outras, não se ensina a sabedoria, a qual muitas vezes está mais na posse de pessoas comuns do povo, que de acadêmicos. Também devemos diferenciar a cultura da erudição, pois a cultura possue

Reflexão sobre a morte

Imagem
Reflexão sobre a Morte   Presenciamos nessa semana o dia de Finados. Porém, a morte é tema para muitos evitado, seja por algum medo inconsciente, este medo em verdade mais do desconhecido do que da própria morte. Shopenhauer disse que: “quem considera o nascimento do homem como começo absoluto, a morte tem de ser o fim absoluto”. Vemos que mesmo na Bíblia há relatos que falam em uma pré-existência da alma, como Deut. 29, 14 e Sab. 8:19. A alma nasceu de alguma coisa e volta para alguma coisa. O corpo material e a porção fenomênica seriam para Shopenhauer efêmeros. E quem acha que a existência vem do acaso, esse sim deve temer a morte. Quem confia na ressurreição não teme a morte. Cícero disse que a maneira mais bela de morrer é com a inteligência intacta e os sentidos despertos. Vemos que viver até o último suspiro é aconselhável, e trabalhar muito, ter um sentido à existência, maior. E Cícero fala que não se deve nem se apegar e nem renunciar com a vida que resta na velhi