Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2011

Vacina demais...

Imagem
Vacina demais...          Nascemos e logo que temos um pouco do sopro de vida, somos vacinados. Alguns males foram erradicados por esse meio, o que é louvável. Mas que a vacina contra a gripe seja um sumo bem, isso está provado pela experiência que não ocorre. Primeiro que não previne resfriados, que é o que geralmente possuímos. Segundo que há infinitas outras doenças, como as adquiridas por picada de mosquitos, bem como outros vírus fatais. Do ponto de vista místico, contudo, é apenas paliativo e uma faca de dois gumes a vacina – haja vista no plano astral as larvas estarem vivas (tipo fantasminhas...), mesmo com os tais vírus mortos que são injetados. Ainda, meios como antibióticos e outros enfraquecem cada vez mais o ser humano e têm menos efeitos em novas gerações de bactérias ou micróbios.          Vejamos alguns detalhes. Primeiro que a doença surge quando o sistema imunológico está deficiente. Desta feita, tanto uma boa alimentação, descanso, alegria, laser e muitas coisas

Cura e reflexologia

Imagem
Cura e Reflexologia             Sempre fui muito simpático a reflexologia, apesar de não praticar, mas ter feito o tratamento algumas vezes. A doutrina se baseia em que nosso corpo tem em suas regiões paralelas com os órgãos, e que essas regiões servem tanto para diagnosticar problemas em certos órgãos, quanto para tratá-los. Assim, as principais são os pés, as orelhas, as mãos e o rosto. Todos ou a maioria dos órgãos estão concentrados nessas partes do corpo, verdadeiros microssistemas. Mas o corpo inteiro tem uma inter-relação entre suas energias, entre o chi . Pelos sentimentos geramos muitos problemas, pois os sentimentos estão nos órgãos, como no rim, baço, coração, pulmão etc. Isso tudo faz parte do saber oriental, a que a reflexologia soube buscar nutritivo alimento para a cura.             Mas no domingo último fui convidado a participar em um curso de reflexologia podal, junto a Instituto Dharma, e fui uma cobaia, apesar de já antes ter passado pela experiência de shiatsu ,

Por ser dura que a vida é digerida

Por ser dura que a vida é digerida             Os alimentos duros são melhores digeridos, por nos levarem a mastigação mais acentuada, como li em um artigo de Masaharu Taniguchi, onde fala de um bolinho japonês de arroz tostado ( nigirimeshi ). Assim é a vida, que não deseja estaticidade. A evolução é um fato e já Darwin nos mostrou cientificamente esse progresso das espécies. A vida é muitas vezes dura e difícil, e cabe sorrir e enfrentar as dificuldades para não se entregar e ser pisoteado. Assim evoluímos.             Contamos muitas vezes os fracassos, e apenas tardiamente conseguimos algum sucesso na vida. Somos vomitados pelo mundo antes de que possamos ser por fim algum alimento a sociedade e a comunidade onde estamos inseridos. Mas se fosse mole a vida, o que seria de nós? Sem esforço não teríamos músculos, ficaríamos obesos, de vida sedentária e sem qualquer progresso, seja físico, intelectual ou moral. Julgados pela aparência, a falta de beleza ou de tônus nos coloca à mar

Compreender melhor as pessoas

Compreender melhor as pessoas Eu estava lendo dois livros de uma psiquiatra, Ana Beatriz B. Silva, sobre TOC, Déficit de atenção, hiperatividade e outros problemas de comportamento, e percebi coisas interessantes que me levam a não mais julgar tanto as pessoas, especialmente aquelas em fase de desenvolvimento, no caso as crianças ou estudantes. Vemos por vezes alguns alunos sendo julgados de rebeldes, deslocados, bagunceiros, distraídos e até maus por professores, quando na verdade tais podem ser apenas portadores de Déficit de Atenção, o que se desdobra em impulsividade e hiperatividade, justificando atos e constante atividade. Uma pessoa quando não tem controle e consciência do que faz, não pode ser culpada. Uma criança menos ainda, por estar em fase de desenvolvimento de sua personalidade, devendo ser sim elogiada e apoiada em seus talentos, não criticada e julgada. Numa escola alternativa da Holanda cada um faz o que gosta e escolhe estudar a sua maneira, e para muitos têm func