Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2011

Viciadas em trabalho

Imagem
Viciadas em trabalho               Os problemas de algum modo se atraem para mim, e a última experiência que tive, estava próxima de uma moça que aqui vou chamar de G, mas que para mim está sendo um aprendizado de transformação. Ela é assim viciada em trabalho (compulsão, transtorno obsessivo compulsivo) e isso para se afastar de qualquer entrega mais ampla emocional, defendendo um complexo de ódio aos homens que aqui vou chamar de “complexo de amazona”, mas que é apenas uma defesa para que não se repita o antigo conflito. O trabalho está assim tomando mais que a necessidade e ela trabalha com artesanato, muito feliz em sua persona . G teve um rompimento emocional há 4 meses e agora projeta conflitos em minha pessoa, me condenando de fatos imaginários e refletindo alguma insegurança, dizendo não confiar em ninguém (do sexo masculino).             Fato é que substitutos de prazer abundam em nossa sociedade, como doces, chocolates, excesso de trabalho, relações vazias, bebida, tóxicos

Virtude da alma e do caráter

Imagem
Virtude da alma e do caráter             Uma cidade para ser a melhor deveria buscar a justiça e ter na conduta de seus cidadãos atos pautados na virtude. Lendo um material em que era analisado Sócrates, percebi que qualquer filósofo, muitas vezes sem conhecer muito esse mestre grego, faz da sua vida algo baseado em uma regra moral comum já defendida pelo mesmo. Vivemos, por outro lado, em um tempo em que não têm vergonha nenhuma as pessoas de colecionar dívidas, traições, imoralidades e toda a sorte de atos desonestos, maquiados em “jeitinhos brasileiros” e coisas do mesmo quilate. Mas a virtude não é algo que se compra em shopping-center, nem se aprende de forma como uma imitação, mas vem do caráter, e caráter não se muda. Para tanto, parece vir da alma e mesmo de algo transcendente da vida do sujeito esse dinâmica virtuosa, e homens como Sócrates estão cada vez mais raros.          Não é à toa que Diógenes, outro filósofo grego, disse procurar com uma vela na mão, em pleno dia,