Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

O que nunca morre

Imagem
O que nunca morre             Fui a um enterro hoje e fiquei meditando no cemitério-parque sobre o que fica quando falecemos, o que deixamos para a posteridade. O féretro era do Sr Heinz Walter Zulauf, que ano passado um amigo meu e eu entrevistamos, a fim de escrevermos um livro sobre uma sociedade da cidade, sendo nós muito bem recebidos na residência deste. Mas era um grande personagem de nosso município, devendo receber todas as homenagens pelas suas obras, que vão desde as ruas da cidade, a escadaria, um aeroporto, medalhas em diversos esportes que praticou quando jovem   e muitos outros feitos. Assim esses seus feitos nunca morrerão, como o seu nome que deve ser lembrado na história de São Bento do Sul-Santa Catarina.   Quanto a mim: pelo que escrevo nos meus livros e mesmo pelo que falo na rádio, junto a programa de Cléverson Israel Minikovsky, sei que tenho um lugar também para a posteridade, que nunca morro.          Jesus disse que somente ele poderia destruir o templo e

Lidando com ausências

Imagem
Lidando com ausências                 Uma criança chupa o dedo quando não possui alguma coisa. Nós adultos, ou mesmo jovens, lidamos muitas vezes de forma automática com as frustrações, e nem tudo o que se deseja se pode conquistar. Muitas vezes o pouco que se tem já evidencia uma ausência. Criamos assim uma série de mecanismos para desviar energias, para esquecermo-nos daquilo que não satisfaz nosso auto-mimo. Mas aos poucos vamos vencendo essas dificuldades, e enquanto vivos, podemos sim conquistar o que desejarmos, sermos senhores do nosso destino, reis.             Ontem mesmo eu e meu amigo Cleverson ministrávamos uma pequena palestra sobre filosofia e percebemos que atitudes políticas começam logo cedo, uma vez a plateia formada por adolescentes. Agora estou com 12 livros, e lembro de escrever em papeis de A4 ensaios aos meus 20 anos de idade, me achando na época um meio que extemporâneo, um filósofo que jamais teria talvez oportunidade de expor pensamentos.Veja o que ocorreu,