Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2013

Outubro rosa e Nova Era das mulheres

Imagem
Outubro Rosa e Nova Era das mulheres               Vemos no programa governamental e civil que resultou no chamado Outubro Rosa, de prevenção com relação ao câncer de mama feminino, algo louvável e que se trata de uma conscientização e afirmação no cuidado feminino. É a compaixão pelo humano, como diria o intelectual Leonardo Boff. A mulher já teve durante últimos séculos uma série de conquistas, e desde movimentos feministas, até a libertação do jugo machista, bem como de outros excessos culturais e fundamentalistas, percebemos que houve grande progresso na participação feminina na sociedade. Norberto Bobbio, grande jurista, diria que a maior revolução do século 19 foi a das mulheres.             Historicamente temos grandes mulheres ao longo dos tempos, como no antigo Egito, Nefertiti e Cleópatra, a primeira não tanto conhecida, mas de grande poder e influência também. Tivemos a rainha de Sabá, Judite, Sara, Maria e outras descritas na Bíblia. Na política atual temos a pri

Conhecer-se pela letra

Imagem
Conhecer-se pela letra               Sempre sofri com minha letra. Acho que isso não se devia apenas ter ou não ter letra feia, mas algo além sempre desconfiei haver. Para tanto, restava alguma ciência a ser descoberta sobre o tema. Notei que as pessoas mudam de letra quando amadurecem, e que inventam uma série de coisas. Descobri assim a ciência ou arte da grafologia, que já fez uma série de análises e classificou pessoas e comportamentos de acordo com sua letra. Notei assim que ter letra feia não me tornava pior que as pessoas, e que nem eu deveria imitar a letra delas.          A história dessa ciência chamada grafologia começou com estudiosos em muito intuitivos, observadores, como com Camilo Baldi, Lavater, Preyer e outros na Itália. Na frança Michon, Pieux e outros. Importante é que há uma análise de caráter, e que as pessoas que tem falta de sinceridade revelam isso pela letra. Logo, a letra pode ser bonita e a pessoa não ser confiável, por uma série de fatores.