A vida que se interrompe forçadamente: o suicídio


A vida que se interrompe forçadamente: o suicídio

 
 
Resultado de imagem para suicídio


Recentemente fiquei a pensar sobre a vida que se interrompe, em específico haja vista casos de suicídio. Sabemos que a mídia evita tratar do tema, e que se entende falar disso ser perigoso a estimular mais ainda o suicídio. Por outro lado, andei lendo a obra de sociólogo Émile Durkheim, e justamente vi que ele provou não ser a imitação um fator a alterar consideravelmente o ato suicida.
 
Resultado de imagem para suicídio
 
 
Outro mito que as pessoas tratam, é de se achar que o suicida não tem religião. Nessa obra do sociólogo, se mostra uma alta taxa de suicídio entre religiosos, no caso entre protestantes, que chega na pesquisa dele ser em dobro a de católicos. Não se trata de qual religião, mas o problema é o mesmo de alguns presídios, onde não se encontram ateus. E também se fala da solidão, mas na pesquisa desse autor se coloca os homens casados em primeiro lugar. E também pessoas mais velhas.
 
Resultado de imagem para suicídio
 
 
Fato é que a vida é sobremaneira importante, e em posição tem a epidemia de depressão, que parece ser atualmente um motor que move para se pensar no fim da vida. Por outro lado, uma visão mística, e mesmo espiritualista, senão parapsicológica, desaconselha se dar fim a vida, porque mesmo as coisas continuam, a vida continua. Grandes sábios acreditavam na reencarnação, e nisso lembrou nosso filósofo local Fídias Teles. Deste modo, sabe-se por essas doutrinas que a vida não acaba, e que seria um erro tentar o suicídio, mas que o amor, uma vida mais saudável e mesmo buscar ajuda antes de se tomar essa decisão, é fundamental. O suicida ficaria em estado pior do que se encontra em vida.
 
Resultado de imagem para suicídio
 
 
Logo, pensar na família, nos amigos e procurar ajuda psicológica, e mesmo espiritual, é um caminho para quem pensa no fim da vida. Mas informar é importante, uma vez que doutro modo as coisas se ampliam sem que possamos fazer algo contra. Fato semelhante se deu com o jogo da baleia azul, que foi até motivo de informação, mesmo estando ligado a certos suicídios. Enfim, a vida é o maior bem que temos, independente de seu estado.

Comentários

  1. Infelizmente é algo que vem crescendo muito, atingindo qualquer classe ou faixa etária... é bom você abordar este tema pra que a cada dia possamos falar mais sobre, afim de identificar alguns comportamentos, assim os ajudando.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Medicina Oculta – Comportamentos que geram doenças

Por que às vezes nos achamos feios?

Paradoxos e mentiras do nosso tempo