FILOSOFIA DA FELICIDADE - PENSAR GRANDE

FILOSOFIA DA FELICIDADE - PENSAR GRANDE

Mesmo sendo-se muito pequeno
se pode pensar muito grande


O otimismo é essencial em algum
empreendedorismo. O tamanho ou o cargo que a
pessoa ocupa não são limites ao que ela pode
aspirar. Assim, fatalmente a pessoa que tiver boas
ideias acabará participando mesmo que
indiretamente de alguma liderança. Ela já é uma
exceção da exceção. Em qualquer área onde se atue,
a solução de problemas se faz com ideias ricas em
criatividade, esta vindas de inspiração ou intuição, e
assim garantindo sucesso no negócio. Saber ouvir
essa voz interior e segui-la pode ser um diferencial
entre enriquecer e entre ter prejuízo. Deve-se antes
de tudo se ter a consciência que se é grande, que se
pode fazer o diferencial no mundo, sem contudo se
ver rebaixado por opiniões negativas e fofocas.
Mesmo pequenos detalhes podem ser fonte de
economia. Se pensar grande já o é em alguma
dimensão, e pensamento é uma coisa, um objeto. A
pessoa que tem o dom de investir em algo certo já é
formada antes do diploma. E a pessoa pode
conquistar o que desejar, mas exige muita
persistência, porém a pessoa deve se afastar de
ilícitos e “jeitinhos”. A luta deve ser real, sem
Vivenciando as Verdades
115
procura de atalhos. Mas claro que a astúcia levará a
conquistar mercado e crescer em seu ser. Antes de
tudo a pessoa precisa ter sabedoria. De nada adianta
ganhar muito dinheiro e se gastar tudo em vícios e
paixões irracionais. Pois o irracional gera a
destruição do humano. Também não se confunde
com orgulho, pois orgulho é pai de todos os defeitos
psicológicos. Aqui apenas a esperança e a
consciência de se é filho de Deus já garante que se
vença. Mas não desistir é essencial, mesmo com o
fracasso e a falência. Pois não existe falência maior
que a do espírito, e nenhuma puramente material
poderá afetar o espírito quando esse está coberto
com forte armadura. Essa armadura é a
temperança. Quem sai do seu equilíbrio não vence.
Por isso quem reinava tinha um cetro, porque ele
significa o poder da vontade firme e inabalável. Para
se liderar, deve ser inquebrantável, não se deve
abalar por qualquer fato. E o pensamento
consciente com algum reforço emocional ou
espiritual se torna subconsciente, ganha poder. O
mundo se move de forma inconsciente. As pessoas
escolhem as coisas que compram de forma
instintiva. Assim trabalham grandes corporações,
assim se fazem empresas de sucesso. Deixar de
pensar pequeno pode ser o começo do sucesso, mas
sem orgulho, porém com humildade.

De livro Vivenciando as Verdades, do autor, à venda em www.agbook.com.br)

Comentários

  1. Mariano Soltys: tenho visto que a felicidade é como mulher que despreza os que lhe paparicam. Assim, não dou a mínima a ela e simplesmente vivo e batalho. Glória a Deus, nestes últimos dias tenho sido sobremodo feliz. Obrigado pela reflexão, ao menos a felicidade sempre dará trabalho ao filósofo enquanto tema recorrente na busca pelo sentido de tudo, inclusive da vida. CLÉVERSON ISRAEL MINIKOVSKY

    ResponderExcluir
  2. Eu acho a tristeza importante, e mais doutrinária existencialmente que a felicidade. Vejo que a felicidade em muito é o que se chama de "bênção". Nada mais é que um grande estado de equilíbrio, de saúde física, psicológica, emocional, e mesmo espiritual. Também tenho sido feliz. E mesmo que não, seria uma obra para Deus, porque levar a cruz foi uma missão. O filósofo está interessado na verdade, e essa é a sua felicidade, não alegrias que vão de encontro as suas mais íntimas aspirações, a de sua cosmovisão ou mesmo metanarrativa.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Medicina Oculta – Comportamentos que geram doenças

Por que às vezes nos achamos feios?

Paradoxos e mentiras do nosso tempo