Pensamento

Pensamento


O pensamento é triplo, uma vez que há o pensamento material ou carnal, há o pensamento das emoções, astral, e o pensamento da razão. Também há o pensamento da alma, que reflete o imutável. Há o pensamento do corpo, que é mutável, e um pensamento inconsciente ou subconsciente. Há o pensamento da personalidade-alma, que individualiza a missão após a queda até a reintegração, pela salvação através do Verbo, até a Alma totalizante.  Há o pensamento implantado por mentes externas, há o pensamento puro, que vem da própria mente.
O pensamento muitas vezes é como um espelho do mundo fenomênico, mas um espelho que também se move. Vale que o pensamento do cérebro material se limita um pouco a este e o pensamento que vem da alma vai ao infinito das ideias.
Não há dúvida que o pensamento aperfeiçoa e torna mais complexa  a matéria. Contudo a simples matéria não explica as maravilhas do pensamento, sem uma origem metafísica ou divina. Mas, o pensamento é nada material e tudo espiritual. Pois a matéria sucumbe com o fim do universo, já as ideias permanecem em seu padrão lógico na Mente do Todo, que novamente cria as coisas.
Leva mesmo o desajustado a iluminação e ao encontro com o inefável, mas não para ser pensamento, mas sim não pensamento, ou seja, Samadhy. Essa palavra hindu que se traduz muitas vezes por êxtase, na verdade é a expressão de encontro com Deus. O universo segue uma Inteligência Cósmica que chamavam de Nous. Vai além da simples memória, pois ainda tem raciocínios, dedutivos e outros, e assim torna-se algo criativo, autoconsciente que cria também. Controlar o pensamento é uma forma de Yoga, que é chamada de jnana yoga. Assim se pode esvaziar a mente, se pode manter uma imagem no pensamento. Se pode superar ou ignorar uma ideia alheia. Pensar só no divino.

Comentários

  1. Mariano Soltys: Penso que essa ideia oriental de esvaziar a mente é a melhor, porém, a pior no sentido pragmático da coisa. É a melhor porque nossos pensamentos só nos machucam. Mas é a pior porque assim como o anarquismo é lindo, mostra-se impotente como proposta política que pretende se impor. O intelecto não foi feito para ficar vazio. O intelecto é campo de batalha, e os pensamentos são soldados. E nós somos o palco disto tudo. O não-pensamento é mentalidade de gente que já nasceu morta. É melhor um pensamento louco que uma ignorância sábia. Foi nossa estupidez ocidental que nos fez dominar o mundo. Sejamos, pois, carregados de pensamentos e estupidezes. CLÉVERSON ISRAEL MINIKOVSKY

    ResponderExcluir
  2. Boa noite amigo e irmão das letras.. Sempre pensei no pensamento.. acho que isso levou a consciência-de-mim-mesmo, apesar de que ainda limitada a percepções ainda comuns. Vejo que o pensamento tem uma série de níveis, a semelhança da própria consciência, e que homens são mais que animais racionais. Também não vejo superioridade do ocidente em relação ao oriente, nem de nosso tempo em relação a tempo passado, e penso a história como o Michel de Nostradame, como um ciclo. Tal fator se deve a queda de consciência, de uma mente ou pensamento superior a uma inferior. On não-pensamento se refere ao retorno ao Absoluto, que nada mais é que a origem de todo o pensamento. Abraço pedreirodas ideias

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Medicina Oculta – Comportamentos que geram doenças

Por que às vezes nos achamos feios?

Paradoxos e mentiras do nosso tempo